Mestres do Site

Quanto devo investir no Google Ads?

Quanto devo investir no Google Ads?

É fato que a publicidade online é mais acessível do que a publicidade padrão. Entretanto, qual é o valor certo a ser investido? Quanto investir no Google Ads? Descubra neste post!

O Google Ads é um canal poderoso para anunciar e vender seus produtos e serviços. 

Afinal, com a estratégia certa, esta ferramenta pode ajudá-lo a obter um ROAS (Retorno sobre o valor de anúncio investido) grande. Entretanto, pode ser assustador quando você descobrir que existem anunciantes por aí gastando mais de seis dígitos mensalmente.

Mas, não se preocupe. Não é preciso investir uma fortuna para anunciar no Google, pois a publicidade nos motores de busca não é como anunciar offline.

Preparamos um post completo para você entender melhor sobre o assunto. Confira!

Aprendendo um pouco mais

A princípio, é fundamental saber que cada palavra-chave tem um custo. Ou seja, o Google Ads funciona leiloando seus anúncios com os de outros anunciantes, e você irá pagar, ana maioria das vezes, toda vez que seus anúncios forem clicados. 

 Então, você deve estar se perguntando: qual é o gasto ideal no Google Ads? Quanto investir no Google Ads?

Bom, isso pode variar muito. Entenda mais no próximo tópico!

LEIA TAMBÉM:
O Guia Completo do Marketing Digital

Fatores que determinam seu orçamento

Ao contrário da publicidade tradicional, os orçamentos de Google Ads variam por setor, local, intenção de palavra-chave, tipo de campanha e, às vezes, por tipo de público. Por isso não é possível determinar um gasto ideal para a ferramenta.

Mas, entre todos os fatores mencionados, há um que marcará a diferença: palavras-chave. 

Afinal, as combinações de palavras-chave incluídas em suas campanhas têm uma intenção e, com base nisso, você pode aumentar ou diminuir CPC médio.

Por exemplo, as palavras-chave no topo do funil de vendas costumam ser mais caras que as palavras-chave na parte inferior do funil. Vale ressaltar que as principais palavras-chave do topo funil possuem uma grande quantidade de tráfego, mas os leads geralmente são de baixa qualidade.

As palavras-chave no meio do funil são mais baratas e o tráfego mensal médio não é grande, mas nem limitado. Entretanto, os leads continuam não sendo qualificados.

Por fim, as palavras-chave na parte de baixo do funil, conhecidas como palavras-chave de cauda longa, reúne pessoas prontas para converter estão usando. Como essas palavras-chave são mais direcionadas e compostas por três ou quatro palavras-chave, o volume de tráfego é limitado a poucas pessoas por mês, consequentemente, deixando o CPC médio mais barato.

No entanto, com o aumento da concorrência, esse cenário não é mais tão perfeito como parece. 

Então, como definir um orçamento?

Antes de fornecer um número, vamos te falar a realidade. Você precisa ter clareza do que deseja realizar, ou seja, saber quais são os seus objetivos.

Por exemplo: você está buscando reconhecimento da marca ou aumento de vendas? Onde você quer ser visto, na Rede de Pesquisa ou na Rede de Display? Quão agressivos são seus concorrentes e quão agressivos você quer ser?

Tudo isso pode variar na hora de definir um valor para investir, não existe fórmula mágica e, uma das melhores formas de definir um bom orçamento é contar com a ajuda de profissionais da área.

Além disso, não fique frustrado com os primeiros resultados. No início você precisará testar, falhar, aprender e otimizar. Entretanto, seu orçamento não deve ser apenas um número aleatório. Não se esqueça de que, acima de tudo, a publicidade no Google pode ser lucrativa se você for competitivo. 

Para mais conteúdos como esse, continue acompanhando o nosso blog.

Sucesso!

Fechar Menu
Recebemos a sua mensagem. Em alguns minutos nossa equipe fará contato.
Modelo de Site First TI