Landing Page: O que é e como funciona

Divulgue esse Artigo

Atalhos para este artigo

O conceito de Landing Page vai além de “páginas de aterrissagem”. Entenda o que é e como funciona uma Landing Page e aumente as conversões do seu negócio!

O principal fator de uma estratégia de Inbound Marketing é conseguir atrair as pessoas certas através de seus canais digitais, como sites e blogs. Além disso, deve ser capaz de fazer com que essas pessoas queiram consumir ainda mais conteúdos e, dessa forma, caminhem pelo seu funil e se tornem clientes.

Para que essa trajetória aconteça realmente, é necessário converter essas pessoas. E nesse contexto não existe uma estratégia melhor de conversão que o uso de Landing Pages.

Por essa razão, vamos ensinar tudo o que você precisa saber, não só para entender melhor sobre Landing Pages, mas também, para criar uma estratégia que realmente impacte a conversão em seu funil e, consequentemente, os seus resultados. Boa leitura!

O que é Landing Page?

O termo Landing Page (que pode ser traduzido como página de aterrissagem) era utilizado para definir toda página que um usuário acessava para entrar em um site. Tanto que, se você utiliza Google Analytics em inglês, uma das dimensões de comportamento apresentadas é “Landing Pages”, que na versão em português da ferramenta é substituída por “Páginas de destino”.

Ou seja, se uma pessoa busca por determinado assunto no Google e acessa um post no seu blog, por exemplo, esse post será a landing page. Já se digita o endereço do seu site na barra de URL, a página de aterrissagem será a home.

No entanto, no contexto do Marketing Digital, chamamos de Landing Page uma página criada com um único objetivo: a conversão.

Normalmente, essas páginas contêm muito menos elementos e links do que a homepage de um site normal. Afinal de contas, após conseguir levar um usuário para uma Landing Page, seu único objetivo com ele deve ser conseguir a conversão.

O que uma Landing Page precisa ter?

Desenvolver uma Landing Page não precisa ser um bicho de sete cabeças. Afinal, é possível desenvolver Landing Pages com facilidade hoje em dia.

No entanto, é preciso prestar atenção em alguns pontos importantes. Veja quais são eles:

Título e Subtítulo

Segundo o Copyblogger, site referência em copywriting, 8 em cada 10 pessoas que chegam a uma página só leem o cabeçalho. Somente 2 em cada 10 lerão o restante da página.

Sendo assim, é possível dizer que os principais elementos de uma página, de fato, são o título e o subtítulo. Por isso, esses elementos devem transmitir de forma clara e objetiva a proposta de valor da sua oferta, de maneira que, quando um usuário chegar à página, ele pense: “que oferta legal, talvez seja disso que estou precisando, vou ler o restante da página”.

Imagem

Já diz o ditado “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Isso é mais do que válido em uma Landing Page, por esse motivo é importante avaliar as imagens disponíveis em sua página.

Utilize uma imagem que reflita a sua oferta. Evite generalismo ou imagens de bancos de imagens que já foram muito utilizadas, isso pode atrapalhar os seus resultados.Também procure trazer fotos ou ilustrações para que suas personas se vejam refletidas nelas, assim, você causa uma aproximação quase instantânea.

No caso de produtos ou serviços que possam ser mostrados de alguma forma, opte por fazê-lo. Mostre telas do software e partes do webinar/eBook, por exemplo, para transmitir credibilidade sobre a oferta.

Descrição da oferta

Em grande parte dos casos, uma Landing Page precisará de mais descrições sobre a oferta para conseguir vender bem a ideia, eliminar objeções e alinhar expectativas. Nesses casos, é bom seguir algumas boas práticas:

  • Use bullet points;
  • Escreva fragmentos ou sentenças curtas, facilitando a leitura;
  • Escolha de 3 a 5 itens mais importantes, sem usar blocos muito longos de texto;
  • Destaque termos relevantes em negrito;
  • Fale de benefícios, não de funcionalidades. Exemplo: em vez de dizer “10.000m² de área útil”, usar “10.000m² com opções de diversão para você e sua família”.

Em casos onde a oferta é complexa e precisa de mais explicações, também é possível usar outros elementos, como vídeos explicativos ou uma prévia do material utilizando uma apresentação incorporada do Slideshare.

Formulário

O formulário é um dos pontos-chave e que torna a conversão possível. Na hora de criá-lo, é fundamental pensar sempre que deve existir um balanço entre algumas variáveis, tais como o número de informações requeridas e o número de Leads que será obtido.

Não é regra, mas em geral, quanto mais informações, menor a taxa de conversão. As pessoas gostam de facilidade e praticidade. Lembre-se disso!

Botão de CTA

CTA significa call-to-action ou chamado para ação, em português. Na prática, é o local onde o visitante deve clicar para garantir a conversão.

O CTA precisa estar em destaque na página, afinal, ele precisa chamar a atenção das pessoas. Além disso, opte por verbos de ação e que estimulem a conversão, como “Baixe grátis”, “Clique aqui”, entre outras possibilidades.

Outros fatores

Existem outros 3 elementos muito importantes nas Landing Pages que não devem ser deixados de lado, sendo eles:

  • Direcione o olhar do visitante: utilize outros tipos de direcionamentos no site, como setas ou uma imagem de alguém olhando para o formulário. O olho humano costuma seguir esses indicativos e isso pode influenciar positivamente na conversão.
  • Prova social: traga evidências de que outras pessoas compraram, baixaram ou encontraram algum valor na oferta. Nós tendemos a confiar mais em um produto ou serviço que já foi testado antes.
  • Senso de urgência: acrescente na Landing Page quanto tempo falta para uma oferta expirar para estimular o visitante indeciso a agir mais rápido.

LEIA TAMBÉM:
👉 Alavancas de Crescimento Rápido no Marketing Digital: Para qualquer Negócio

O que é Copywriting?

Como você pôde perceber, para que uma Landing Page converta, é preciso contar com uma boa copy. Mas, afinal, o que é copywriting?

Copywriting, de maneira resumida, é o ato de produzir textos (sejam eles slogans, sites, posts, eBooks, emails etc.) com o propósito de guiar sua audiência na tomada de uma decisão. Ou seja, incentivar o público a uma determinada ação.

A chave para uma boa copy é trazer informação ao público-alvo, saber com quem você está falando, e não fazer só propaganda. Mais importante do que vender, é transmitir a informação que seu público quer ver, e que agregue valor para ele. Assim, cativando essas pessoas e conquistando os resultados que você deseja.

O que é CTA?

Falamos sobre o CTA nos tópicos anteriores, mas, esse elemento é tão importante que precisamos dar uma atenção especial para ele.

Como você viu, CTA é a chamada para ação. Ou seja, aquelas frases onde você incentiva o público a uma ação que você deseja, como “Contrate agora” ou “Baixe aqui”.

Levando em consideração que uma Landing Page é uma página criada para conversão, não faz sentido nenhum você não utilizar CTAs, certo?

Dicas para texto de CTA

  • Comece com verbos e tenha clareza. Se o que você espera é que o usuário realize uma ação, seja específico. Além disso, indique para o usuário exatamente sobre o que a oferta trata. Use, por exemplo, “baixe aqui seu eBook” ou “receba um orçamento por email”.
  • Utize verbos no imperativo (“faça o download”) ou no infinitivo (“fazer download”). O ideal é testar ambas as opções em diferentes contextos para descobrir o que funciona melhor.
  • Crie urgência. Palavras como “hoje” e “agora” mostram o quão fácil e imediata é a ação.
  • Use números para evidenciar benefícios. É válido deixar o mais claro possível para o visitante o que ele está fazendo e uma maneira de evidenciar melhor os benefícios da ação é indicar através de números. “Ganhe agora 20% de desconto” ou “Compre hoje por apenas R$35” são ótimos exemplos.
  • Ofereça algo que valha a pena ser clicado: essa é a mais óbvia, mas normalmente esquecida. Não espere que o visitante realize a ação só porque é isso que você deseja. Ele só vai clicar se for do interesse dele. Por isso, é fundamental que a oferta da chamada seja de fato interessante.

Formulário de Landing Page

O formulário é outro item que citamos acima, mas merece um tópico só pra ele, afinal ele é um dos componentes mais fundamentais de uma Landing Page.

Muitas empresas colocam um esforço tremendo para montar uma oferta e atrair os visitantes para o site, mas acaba pecando na parte mais sensível da etapa de conversão: quais informações de contato pedir para o visitante.

É preciso levar em consideração que as pessoas buscam por facilidade hoje em dia, ninguém quer ficar preenchendo formulários enormes. Por isso, é importante ter clareza na hora de criar um formulário.

A seguir, confira algumas dicas que vão te ajudar!

Dicas para a boa elaboração de um formulário de conversão

1. Mostre o que o usuário ganha em troca de preencher o formulário

Por mais que você já tenha deixado bem claro ao longo da Landing Page o que o usuário vai ganhar, enfatize isso no formulário.

Por exemplo, no caso da oferta de um eBook, mostre a imagem da capa deste eBook.

2. Peça apenas informações necessárias

O formulário é apenas o primeiro passo da sua aproximação com o potencial cliente. Você não precisa ficar pedindo um monte de dados.

Foque no que é essencial e relevante, e evite pedir informações delicadas como CPF ou outros documentos pessoais.

3. Dê uma resposta imediata ao usuário depois do preenchimento

Quando enviamos um formulário, queremos ter certeza de que tudo deu certo. Então, é preciso disponibilizar um link, enviar informações por e-mail e deixar claro para o usuário que ele vai receber o que buscou com o formulário.

Cadastre-se e Receba nosso Conteúdo Gratuitamente

Muitas dicas, aulas e conteúdos gratuitos para você melhorar a sua perfomance no Marketing Digital

4. Deixe claro para o visitante que você não pretende enviar spam

Ninguém gosta de spam, não é mesmo? Por isso, é importante colocar junto ao formulário um aviso de que você se compromete a não usar aquelas informações de contato para outros fins, muito menos para o envio de spam.

5. Evite fazer o usuário ter que pensar e escrever muito

Como falamos, ninguém quer preencher formulários longos, nem pensar muito para fazer isso. Por isso, seja o mais claro e breve possível.

6. Preste atenção nos pequenos detalhes de usabilidade

Evite alguns pequenos erros de usabilidade que são cometidos com frequência e atrapalham a conversão, por exemplo:

  • Utilizar de fontes pequenas e com pouco contraste;
  • Deixar um botão Apagar (Reset) no final do formulário;
  • Ter um campo extra de “confirmação de email”;
  • Não aproveitar o CTA de envio para reforçar o benefício esperado (use “receba o eBook” no lugar de “enviar”, por exemplo).
landing page,como funciona uma landing page,conversões,negócio,aumente as conversões,custo por lead,taxa de rejeição,principais métricas,formulário,converções,O que é Landing Page?,O que uma Landing Page precisa ter?,O que é Copywriting?,O que é CTA?,Formulário de Landing Page,principais métricas de uma Landing Page?,LGPD

Quais são as principais métricas de uma Landing Page?

1. Taxa de conversão

Essa é a métrica mais importante a ser analisada na sua Landing Page, afinal de contas, estamos em busca de conversão, certo?

A taxa de conversão mede o número de visitantes que realizaram a ação desejada, ou seja, converteram preenchendo um formulário, comprando um produto, fazendo um download…

Essa métrica mostra o sucesso da sua campanha e é essencial que seja analisada, no mínimo, semanalmente. Com essa verificação, é possível fazer ajustes ao longo da campanha e, dessa forma, conseguir melhores resultados.

2. Taxa de rejeição (Bounce Rate)

A taxa de rejeição mostra a porcentagem de pessoas que abriram a sua Landing Page, mas saíram sem interagir de alguma forma. Ou seja, não realizaram nenhuma ação.

A rejeição pode acontecer por diversos motivos, entre eles: a pessoa pode não ser seu potencial cliente ou sua página pode estar confusa. Isso também pode acontecer pela

falta de coerência entre o anúncio que levou o usuário até ali e o conteúdo da sua Landing Page.

3. Taxa de saída (Exit Rate)

Essa métrica parece um pouco com a taxa de rejeição. No entanto, ela revela a porcentagem de pessoas que interagiram com a sua landing page de alguma forma, mas se dispersaram depois.

Uma Landing Page pouco intuitiva, normalmente, tem alta taxa de saída. Por isso é tão importante que sua página seja simples, clara e objetiva.

Ao entrar na sua Landing Page, o visitante precisa entender por que ele tem que responder um formulário, como baixar um arquivo, como se inscrever… Enfim, os botões e formulários da sua página têm que guiar a pessoa para que ela tome a ação que você deseja.

4. Taxa de cliques (Click Through Rate)

A taxa de cliques (CTR) mensura o número de cliques em um elemento específico da sua página.

Para o sucesso da CTR, é essencial que as chamadas tenham um tom de urgência para a mensagem ser transmitida.

5. Custo por lead (Cost Per Lead)

O custo por lead (CPL) permite que você saiba o valor de cada lead conquistada por meio da Landing Page.

Mas, qual é a importância dessa métrica?

Se o custo por lead for muito baixo, pode significar que você está atraindo leads pouco qualificadas para o seu negócio. É como se a plataforma de anúncios falasse o seguinte: olha, tem tanta lead por aqui que, com o dinheiro que você investiu, eu peguei leads boas e leads não tão boas assim.

Ou seja, isso faz com que a qualidade das leads caia. A melhor maneira de resolver isso é aumentando gradativamente o investimento até que o anúncio retorne ao que você definiu no início.

No entanto, se o valor da lead estiver muito alto, também é necessário reavaliar sua campanha.

Um preço de lead alto significa que o gerenciador de anúncios está com dificuldade de encontrar boas leads para você. Então, para que o valor volte ao padrão que você definiu, é preciso diminuir, aos poucos, o investimento na campanha.

6. Tempo médio na página

O tempo médio na página, nada mais é, que o tempo que o visitante permanece na Landing Page.

Essa métrica está diretamente relacionada à experiência do usuário. Afinal, se as pessoas que acessam a sua página estiverem navegando nela por mais tempo, esse é um sinal de que o conteúdo disponível nela é relevante e a navegabilidade é boa.

No entanto, se a sua página entregue algo diferente do que o usuário espera, como uma página que demora muito para carregar, um design que dificulte a navegação ou um conteúdo diferente do prometido, o tempo de permanência do seu potencial cliente na sua página vai cair e a taxa de rejeição vai aumentar.

LGPD

Por fim, vale lembrar que, uma vez que as Landing Pages pedem dados dos usuários, é necessário estar em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Dessa forma, é imprescindível obter consentimento explícito do usuário (titular do dado), além de indicar qual será o objetivo de uso dessa informação.

O que significa isso? Basicamente, você vai precisar de ferramentas que estejam em conformidade com a Lei e também obter, de forma clara, o consentimento do usuário, além de mostrar para o que vai servir essa coleta de informação.

Você pode fazer isso no próprio formulário, colocando informações como:

  • Ao preencher o formulário, concordo * em receber comunicações de acordo com meus interesses.
  • Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de privacidade.
  • Você pode alterar suas permissões de comunicação a qualquer tempo.

Agora que você já sabe tudo sobre Landing Pages, que tal contratar uma agência especializada para criar a página de conversão do seu negócio? Clique aqui e entre em contato com a Mestres do Site!

Esse artigo foi escrito por...

Picture of Giovanni Ballarin
Giovanni Ballarin
Giovanni é co-fundador e CEO da Mestres do Site, atua no mercado de Marketing Digital há mais de 18 anos. Especialista em Tráfego Pago, Busca Orgânica e Inbound Marketing com certificação Google Ads e Gold Partner RD Station.
Picture of Giovanni Ballarin
Giovanni Ballarin
Giovanni é co-fundador e CEO da Mestres do Site, atua no mercado de Marketing Digital há mais de 18 anos. Especialista em Tráfego Pago, Busca Orgânica e Inbound Marketing com certificação Google Ads e Gold Partner RD Station.
landing page,como funciona uma landing page,conversões,negócio,aumente as conversões,custo por lead,taxa de rejeição,principais métricas,formulário,converções,O que é Landing Page?,O que uma Landing Page precisa ter?,O que é Copywriting?,O que é CTA?,Formulário de Landing Page,principais métricas de uma Landing Page?,LGPD

Consultoria Gratuita

Logo Google Partner
Rd Station Partner Gold

Somos Certificados Pelas Maiores Empresas de Marketing Digital

landing page,como funciona uma landing page,conversões,negócio,aumente as conversões,custo por lead,taxa de rejeição,principais métricas,formulário,converções,O que é Landing Page?,O que uma Landing Page precisa ter?,O que é Copywriting?,O que é CTA?,Formulário de Landing Page,principais métricas de uma Landing Page?,LGPD

Foco em
Resultado

Reconhecimento é nossa
maior recompensa!

Seu contato foi recebido com sucesso!

Em breve nossos consultores entrarão em contato.

Agora, aproveite para navegar em nosso site institucional e entenda por que somos os Mestres do Site.
pic-popup-well-done.png
Logo Google Partner
Rd Station Partner Gold

Somos Certificados Pelas Maiores Empresas de Marketing Digital