Mestres do Site

7 dicas fáceis para melhorar o rankeamento do seu site no Google

7 dicas fáceis para melhorar o rankeamento do seu site no Google

Os fatores de rankeamento do Google são a grande força do buscador. Afinal, eles que definem os melhores resultados para cada pesquisa e tornam a experiência de busca muito melhor para os usuários. Confira 7 dicas fáceis que vão te ajudar a traçar melhores estratégias de SEO!

Você já parou para pensar sobre os fatores de rankeamento do Google? 

Antes de mais nada, é preciso ressaltar que o Google utiliza um algoritmo complexo para classificar os sites em ordem de relevância para os usuários. Em suma, estima-se que esse algoritmo seja composto por mais de 200 fatores de rankeamento, que são analisados em questão de milissegundos a cada busca.

Uma parte desses fatores é divulgada pelo buscador, outros são comprovados por estudos e muitos são apenas especulações. Afinal, o Google não deseja revelar todos os seus segredos!

É praticamente impossível criar uma lista com todos os fatores que contribuem para melhorar o rankeamento no Google, mas, reunimos 7 dicas fáceis que irão ajudar o seu site ganhar uma posição melhor no buscador.

Boa leitura!

1. Tempo de domínio

A idade do domínio pode ter uma correlação com o posicionamento no buscador pois os sites mais, normalmente, tiveram mais tempo para produzir conteúdos, ganhar links e receber visitantes, fatores que contribuem para visibilidade e autoridade de uma plataforma.

2. Histórico do domínio

Se um domínio já sofreu penalizações do Google, pode sofrer as consequências no ranking, mesmo que ele tenha mudado de dono. Por isso, atenção para não violar nenhuma regra!

3. Palavra-chave no início do domínio

Se o domínio inclui a palavra-chave entre outros termos, ele possui uma correspondência parcial. Mas, o Google dá pouca relevância ainda para isso na classificação.

Ainda assim, se você quer usar essa estratégia, procure colocar a palavra-chave no início do domínio, ok?

4. Velocidade de carregamento

Em 2010, o Google anunciou a inclusão desse critério no algoritmo das buscas desktop, mais tarde, em 2018, adicionou às buscas mobile também. Hoje, a velocidade de carregamento é um dos principais fatores de rankeamento do buscador.

Então, evite deixar o seu site muito carregado, repleto de imagens, vídeos, gifs…

5. Mobile-friendly

Possuir um site responsivo, ou seja, um site com layout adequado para diversos dispositivos, é praticamente uma obrigação atualmente. 

6. Links quebrados

Links quebrados levam os visitantes a páginas de Erro 404, dessa forma, tornando a experiência do usuário desagradável. Por isso, o Google tende a rebaixar as páginas com links quebrados.

7. Categoria da página

A categoria em que a página está inserida deve fazer sentido para o Google. Por exemplo, uma página sobre shampoo deve estar em uma categoria relacionada a “cabelos”. Se a categorização não fizer sentido, ela também é confusa para o usuário, fazendo com que o site perca pontos no ranking.

E então, gostou das dicas para melhorar o rankeamento do seu site no Google?

Para mais conteúdos como esse, continue acompanhando o nosso blog.

Sucesso!

Fechar Menu
Recebemos a sua mensagem. Em alguns minutos nossa equipe fará contato.
Modelo de Site First TI