Como criar uma loja virtual? Tudo que você precisa saber!

Como criar loja virtual

Nos dias de hoje, criar uma loja virtual oferece inúmeras vantagens e benefícios. No entanto, para que a sua loja seja um sucesso, é necessário se atentar em alguns pontos. Saiba quais são eles neste post!

Montar uma loja virtual é uma ótima forma de empreender nos dias de hoje, ainda mais em uma realidade onde as compras online crescem cada vez mais.

Há anos esse setor vem crescendo, no entanto, com a pandemia, o mercado digital deu um verdadeiro boom. Por isso, abrir um e-commerce pode ser uma excelente opção para você.

Mas, o que é preciso para começar e como criar uma loja virtual? Descubra a seguir! Boa leitura.

Primeiros passos para montar sua loja virtual

Antes de tudo, é preciso definir alguns pontos e ter noção de alguns fatores para criar a sua loja virtual. Confira quais são eles abaixo:

Defina um foco

O primeiro passo para montar uma loja virtual é definir um foco, o que você vai vender, qual será o seu nicho.

Não é difícil de vermos pessoas que querem se aventurar no mercado, no entanto, não têm ideia do que gostariam de vender.

Definir um foco para a sua loja é essencial para desenvolver um negócio de sucesso e conseguir criar diferenciais que se destaquem da concorrência. Afinal de contas, você não pode – nem deve – sair atirando para todos os lados.

Ainda mais, escolher um nicho bem específico pode ser mais vantajoso do que tentar vender para uma parcela grande de pessoas. 

Entenda o mercado

Depois de definir qual será o seu foco de atuação, é hora de entender melhor o mercado em que você vai atuar.

Afinal de contas, não é porque você escolheu um nicho em que não há nenhum ou poucos concorrentes que isso significa que a sua loja será automaticamente um sucesso.

Você precisa entender se realmente há demanda para o seu produto e qual o comportamento do mercado ao longo do ano, ou seja, se existem épocas com mais e menos vendas. Por exemplo, a venda de sorvetes aumenta bastante no verão e cai muito  no inverno.

Também avalie outros fatores que podem afetar o faturamento da sua loja. Isso fará a diferença no dia a dia do seu negócio.

Planeje e defina metas

Agora chegou o momento de juntar todas as informações que você conseguiu e colocar tudo no papel.

Detalhe tudo o máximo possível, desde os produtos até as perspectivas de vendas e crescimento.

Nesse momento, é fundamental definir metas e objetivos de vendas a curto, médio e longo prazo. Assim, você terá um parâmetro muito mais realista para avaliar se o seu negócio está ou não caminhando na direção certa.

Entenda o seu público

Entender o seu público, quais são suas principais características, desejos e necessidades irá guiar as ações do seu negócio.

Se você está criando um negócio, sabe que existem pessoas interessadas no que você tem a oferecer. Então, como chamar atenção dessas pessoas? Como chegar até elas?

LEIA TAMBÉM:
👉10 dicas para aumentar os visitantes do seu site

Faça a gestão financeira

Outro fator essencial a ser falado é que muitos negócios fecham as portas porque as pessoas deixam uma parte muito importante de lado: a gestão financeira.

Por isso, a partir do momento em que começar a fazer o planejamento da sua loja virtual, crie também uma planilha para prever e acompanhar os investimentos e os retornos com as vendas.

Isso será extremamente importante para avaliar se as contas fecharam no final do mês e para ter uma visão mais realista de quanto você precisará investir ao longo dos anos para que a sua loja continue crescendo.

Para te ajudar, existem alguns aplicativos e ferramentas online disponíveis na internet, como o Evernote, por exemplo.

Como criar a sua loja virtual?

Para criar seu site, você tem dois caminhos: resolver montar tudo sozinho ou contar com profissionais da área.

Ao escolher a primeira opção, lembre-se de que terá que se dedicar horas para aprender mais sobre programação, design, SEO e todos os termos importantes para ter um bom site funcionando. 

Além disso, muitas vezes podem aparecer alguns probleminhas que você não faz ideia como resolver, ou então, você terá que passar um tempão se dedicando a isso – tempo que poderia passar resolvendo outras questões da loja.

Ao contratar uma agência de criação de sites, você poderá ficar despreocupado. Afinal de contas, uma equipe profissional desenvolverá o seu site, de acordo com as melhores técnicas atuais.

Além do layout, lembre-se de caprichar nas fotos e nas descrições do produto, pois isso chamará ainda mais atenção dos seus clientes.

Escolhendo as formas de pagamento do e-commerce

A solução de pagamento é a grande responsável por realizar o faturamento do seu e-commerce, aprovar as transações e garantir a segurança tanto para você quanto para os clientes da sua loja.

Por isso, é muito importante avaliar as opções disponíveis e escolher as que apresentam as melhores ferramentas e condições de pagamento de taxas.

A seguir, vamos listar alguns pontos fundamentais que você precisa considerar para fazer essa escolha:

Integrações

De nada adianta escolher uma solução de pagamentos se ela não conseguir trabalhar em conjunto com a sua loja virtual, não é mesmo? Sendo assim, o primeiro passo é entender quais os níveis de integrações oferecidos por cada uma das ferramentas.

Avalie as funcionalidades disponíveis e entenda como é feito o processo de pagamento. Esse último ponto é especialmente importante, uma vez que o cliente precisa finalizar a sua compra de forma eficiente e segura.

Algumas soluções de pagamento, por exemplo, direcionam os clientes para os seus próprios sites no momento do fechamento da compra. Veja se esse é um ponto que não vai interferir na experiência de compra ou se não seria melhor se todo o processo fosse realizado na sua loja. Lembre-se de que as pessoas têm pressa, e não querem nada complicado na hora de comprar alguma coisa.

Gestão das transações

Outra questão que você precisa se atentar é como se dá o processo de acompanhamento de pedidos e pagamentos.

Não é importante apenas saber se a compra foi paga ou não, mas também ter acesso a dados sobre por que um débito foi recusado, por exemplo. Essas informações servem não só para o seu acompanhamento financeiro, como também para oferecer um atendimento de maior qualidade aos clientes.

Taxas

Por último, liste todas as taxas e prazos de pagamento de cada uma das soluções para que você consiga compará-las e escolher as melhores.

As ferramentas costumam cobrar taxas diferentes de acordo com a forma de pagamento escolhida pelo cliente e trabalhar com mais de um prazo para repassar o valor das compras.

Essa informação vai auxiliar também no momento de fechar o preço final de venda de cada um dos produtos. Por isso, toda atenção é necessária!

Como ter um atendimento de qualidade 

O atendimento oferecido em sua loja é determinante para que ela continue crescendo e sendo um sucesso, pois, de nada adianta oferecer ótimos produtos e ter um atendimento de baixa qualidade.

Pense que o seu diferencial não deve ser oferecer produtos de boa qualidade, pois isso muitas empresas podem oferecer também. O diferencial de um negócio está muito mais relacionado aos serviços oferecidos do que ao que é vendido.

Além disso, quando um bom atendimento faz parte dos pilares da loja, os clientes ficam mais satisfeitos e tendem a realizar novas compras e a indicar a marca para os amigos. Em outras palavras, você fideliza os seus clientes e, dessa forma, consegue aumentar a lucratividade do negócio.

Para isso:

  • Escolha cautelosamente os profissionais envolvidos na sua loja online
  • Mantenha históricos
  • Não fuja das reclamações, saiba como resolvê-las
  • Capriche no canal de atendimento

Logística e entrega de encomendas

Até agora, você aprendeu a estruturar, montar, definir as formas de pagamento e ter um atendimento de qualidade para a sua loja online.

Mas, você também precisa definir como os seus produtos serão entregues, certo? 

Para que o seu e-commerce funcione, você precisa ter produtos para pronta entrega e fazer com que eles cheguem até os clientes o mais rápido possível. Afinal, não existe nada pior do que realizar uma compra e esperar semanas para ela chegar.

Para evitar decepções, é necessário comprar dos fornecedores com antecedência, fazer previsões de prazos e pagamentos e desenhar um bom fluxo de entrega ou postagem dos produtos.

Muitas das lojas virtuais pequenas acabam optando por escolher os Correios para o envio das mercadorias. Mas, vale a pena analisar outras opções como as transportadoras.

Divulgação da sua loja

Não adianta montar uma loja virtual incrível se ninguém ficar sabendo que ela existe, não é mesmo?

Para definir os melhores canais e as abordagens de divulgação para a sua loja, você precisará, novamente, lembrar do seu público. Ao saber quais as dúvidas e as necessidades que ele possui, ficará muito mais fácil de adotar a estratégia correta.

O poder do marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo será o seu grande aliado nessa tarefa de mostrar para o mundo que a sua loja existe. Essa é uma estratégia que consiste basicamente em criar materiais relevantes que ajudem o seu público a resolver problemas e a tirar dúvidas.

No entanto, não é para criar conteúdo apenas falando da sua loja. A grande “sacada” dessa técnica é justamente oferecer valor às pessoas e, a partir daí, posicionar a sua loja como referência no segmento de atuação e atrair os clientes de maneira natural.

Aposte nas redes sociais

É importante criar uma página nas redes sociais onde o seu público também está e, claro, criar conteúdo relevante da sua marca por lá.

Afinal, ninguém se interessa em seguir uma página que parece mais um catálogo.

Se você tem uma loja virtual de joias, por exemplo, pode ensinar combinações de colares, como limpar e armazenar joias, e muito mais!

Não deixe o e-mail marketing de lado

Engana-se quem acha que o e-mail marketing não traz resultados e está ultrapassado. Essa é, inclusive, uma das ferramentas com maior potencial de retorno em vendas para e-commerces.

Entretanto, para que você tenha bons resultados, é necessário segmentar os seus clientes em grupos de interesse e enviar mensagens e promoções direcionadas. Tome cuidado com a frequência para não se tornar o tão temido destinatário de spam nem sumir por muitos dias.

Invista em ads

Por fim, não deixe de investir em campanhas de mídia tanto no Google quanto nas redes sociais, isso aumentará ainda mais o alcance da sua loja.

O Google vai ajudar a sua loja a aparecer no momento exato em que os clientes estiverem buscando pelos produtos vendidos. Em contrapartida, as campanhas no Facebook, Instagram ou LinkedIn são ótimas para fortalecer a marca e, claro, vender!

Criar uma loja virtual é uma excelente opção para começar um negócio próprio e ser um sucesso em vendas. Mas, para que isso aconteça, é preciso se preparar e entender os pontos que falamos neste post.

Por falar nisso, você gostou das dicas de como criar a sua loja virtual?

Para mais posts, continue navegando no nosso blog e nos siga no Instagram!

Sucesso!

Quem escreveu essa matéria?

Equipe de Marketing Digital da Mestres do Site

Todo o conteúdo que você lê nesse blog foi produzido pelo grupo de especialistas de Marketing Digital da Mestres do Site.

Essa equipe já atendeu mais de 1.000 clientes nos últimos 6 anos e atualmente gerencia mais de R$ 1.000.000,00/mês em campanhas de Google Ads e Facebook Ads.

Foco em
Resultado

Reconhecimento é nossa
maior recompensa!